Três cidades registram danos causados por fortes chuvas

0
Muro de escola caiu em São José, na Grande Florianópolis (Foto: Defesa Civil/Divulgação)

Santo Amaro da Imperatriz, São José e Nova Veneza contabilizaram danos após as fortes chuvas entre a tarde e noite desta quinta-feira, dia 1. Outras duas registraram alagamentos. De acordo com a Defesa Civil, houve somente danos materiais.

Pelo acumulado de chuva dos últimos dias, o asfalto cedeu no km 202,4 da BR-101, em Biguaçu, na Grande Florianópolis, por volta das 11h de quinta.

Ao longo da quinta, as filas chegaram a 16km na rodovia, conforme a concessionária da rodovia, a Arteris Litoral Sul. Na madrugada desta sexta-feira, por volta da 1h30, a obra foi finalizada, sem filas nesta manhã.

Grande Florianópolis

Em São José, por volta das 23h, as chuvas fortes deixaram diversos pontos de alagamentos em ruas. No bairro Pedregal, o muro do Colégio Renascer foi destruído, sem atingir a escola. A Defesa Civil não precisou fazer interdições.,

Já em Santo Amaro da Imperatriz, uma enxurrada causou danos em uma ponte na localidade Braço São João. Como a comunidade tem um acesso alternativo, o acesso não foi prejudicado.

Sul catarinense

Em Nova Veneza, a chuva resultou em quedas de árvores e prejuízos a prédios públicos na quinta-feira. Três famílias saíram de casa e se abrigaram com parentes, de acordo com a Polícia Civil.

postenovavenezaqueda1mar
Queda de poste após temporal em Nova Veneza na tarde desta quinta-feira (1º) (Foto: Prefeitura de Nova Veneza/Divulgação)

Conforme balanço da Defesa Civil, quatro postes caíram, duas casas foram atingidas por árvores, três casas foram desocupadas por sofrer o risco de queda de árvores, uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) foi destelhada e a garagem da prefeitura também perdeu telhas.

A Rede de energia elétrica da cidade também foi afetada, mas já foi restabelecida pela Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina). O município já havia sofrido por danos causados pela chuva na segunda (26), por isso decretou situação de emergência.

Com informações G1 SC

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.