Temer vê ação de caminhoneiros como ‘minoria radical’

0

No pronunciamento em que anunciou o endurecimento do governo em relação aos caminhoneiros, Michel Temer atribuiu o descumprimento do acordo selado na véspera com entidades ligadas aos transportadores a uma “minoria radical”.

Segundo a assessoria do Ministério da Segurança Pública, as forças federais incluem Exército, Marinha, Aeronáutica, Força Nacional de Segurança e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A assessoria do Ministério da Segurança Pública informou que o governo vai publicar um decreto na tarde desta sexta-feira para autorizar o acionamento das forças federais.

Apesar do decreto ainda não ter sido publicado, as Forças Armadas já estão mobilizadas, segundo o governo. As Forças vão esperar a publicação do decreto para iniciar os trabalhos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.