Site da Defesa Civil de Rio do Sul ganha função que permite identificação da cota de enchente

0
Foto: Prefeitura/Divulgação

Ficou ainda mais fácil saber qual a cota de enchente de uma rua de Rio do Sul. Duas novas funcionalidades do site da Defesa Civil (www.defesacivil.riodosul.sc.gov.br) do município permitem a identificação do nível de cheias, tanto pesquisando pelo nome da via, ou até mesmo pela localização através de GPS do celular. Assim, mesmo que o cidadão não tenha o menor conhecimento sobre a cota do local onde está, a pesquisa pode ser feita apenas usando o sistema de geolocalizalção do telefone.

A alteração feita no site oficial da entidade foi concluída nesta quinta-feira, dia 25, pela equipe da secretaria de Gestão de Governo. Tanto a filtragem pelo nome da rua ou identificação pelo sistema de GPS usam o mesmo banco de dados da lista de ruas com cota mínima e máxima de enchente fornecida pela Defesa Civil.

A novidade encontra-se na aba “Cota de enchente por rua”, na lateral esquerda. Basta assim escolher ou pelo nome da rua, ou clicar no “pesquisar cotas por localização atual”, para acionar o dispositivo de GPS. Anteriormente, o cidadão precisava baixar um arquivo em pdf com toda a relação de ruas de Rio do Sul e conferir em ordem alfabética qual a cota mínima e máxima de enchente na localidade.

O site da Defesa Civil de Rio do Sul traz uma série de funcionalidades como nível em tempo real do rio Itajaí-Açu, medição das barragens, previsão do tempo, índice pluviométrico e mensagens importantes da Defesa Civil em ocasiões de estado de atenção, alerta ou emergência.

O ambiente é uma ferramente implantada no ano passado que contribuiu com o acesso à informação da comunidade, principalmente em momentos de enchente. Somente em 2017, foram 3,4 milhões de acessos pelo celular ou também desktop.

O secretário de Gestão de Governo, Cristian Stassun, ressalta que esta é mais uma iniciativa inovadora da prefeitura, voltada para o cidadão. “Poupa tempo e experiências constrangedoras da pessoa estar em uma rua da cidade e não fazer a mínima ideia de qual o nível em que ela é atingida em caso de enchente. Isso vai colaborar muito com a informação para as pessoas”, observa Stassun.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.