Guarda Municipal de Rio do Sul vai utilizar radar móvel para fiscalizar excesso de velocidade

0

Equipamento está em fase de testes e deve passar a fiscalizar oficialmente a partir do dia 19 de março

A Guarda Municipal de Rio do Sul começou a testar um equipamento de radar móvel para aumentar a fiscalização por excesso de velocidade cometido por parte dos motoristas. O limite na área urbana é de 50 km/h, mas o grande volume de denúncias da comunidade, além de um índice bastante grande de acidentes, inclusive com vítimas, fez com que a prefeitura tomasse a medida como forma de prevenção.

O equipamento já está sendo testado pela Guarda Municipal e não gerará multas pelo menos nestas primeiras duas semanas de uso. Aferido pelo Inmetro, ele mede a velocidade praticada por todo tipo de veículo motorizado, inclusive motocicletas.

O comandante da Guarda Municipal, Robson Ferreira, ressalta que a população que dirige nos limites de velocidade não tem por que se preocupar. A fiscalização é para evitar excessos e orientação através de blitzes educativas. O objetivo principal não é a multa, mas sim conscientização de que as avenidas e ruas da cidade não foram feitas para acelerar acima do limite permitido. “Temos dezenas de relatos de pessoas que viram motoristas cometendo verdadeiros crimes nas grandes avenidas de Rio do Sul. E não é apenas no centro, pois muitos bairros têm ruas extensas e em retas”, adianta.

Compra de equipamento reduz custos do aluguel anterior

Este novo equipamento custou para a prefeitura R$ 147 mil, depois de licitação. No ano passado, logo em janeiro, uma sequência de medidas tomadas pela secretaria de Gestão de Governo, cancelou o contrato de aluguel de equipamento semelhante, utilizado pela prefeitura com custo de cerca de R$ 34 mil por mês. Em cinco meses, um destes equipamentos já estaria pago.

O secretário de Gestão de Governo, Cristian Stassun, evidencia que o equipamento é importante como fonte de orientação, conscientização e fiscalização. Mas o custo de aluguel era completamente incompatível com o interesse público.

“É importante ressaltar que é um instrumento de grande utilidade e não é para assustar o cidadão que dirige corretamente. Cancelamos no primeiro momento o contrato de aluguel pois era inviável pelo preço cobrado. E agora nossa Guarda Municipal fará blitzes educativas pois o excesso de velocidade praticado por alguns, gera insegurança e medo para nossa população”, destaca.

Assessoria

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.