Circo Rússia, em Balneário Camboriú, é acusado de furto de energia elétrica da Celesc

0
POLÍCIA MILITAR – 12º BATALHÃO

A Polícia Militar foi acionada pela CELESC na tarde desta segunda-feira, dia 22, por volta das 14h, para verificar uma denúncia de furto de energia elétrica da rede pública, na rua Bahia, bairro dos Estados, em Balneário Camboriú.

A guarnição conversou com o solicitante, funcionário da CELESC, o qual relatou que durante uma inspeção constatou que o circo da Rússia estava utilizando energia elétrica clandestinamente, furtando da rede pública.

Diante dos fatos, foi identificado o proprietário do circo como Guilherme Horacio Candal Palacios, que não foi localizado. A guarnição identificou um dos funcionários, lavrou o boletim de ocorrência e acionou a Polícia Civil para investigar o crime.

Ninguém foi preso.

Queda da arquibancada

Quatro pessoas tiveram ferimentos leves após parte da arquibancada do Circo da Rússia, despencar na noite do último sábado, dia 20, por volta das 22h. Ainda no sábado, a Defesa Civil, a Secretaria de Planejamento e o Corpo de Bombeiros foram até o local e interditaram o circo, pois o mesmo não apresentou a documentação correta para funcionamento. No domingo, dia 21, em nova vistoria com engenheiro civil, o Município e o Corpo de Bombeiros mantiveram a interdição, já que os proprietários novamente não apresentaram a documentação solicitada como o alvará de funcionamento.

De acordo com a Defesa Civil, o Circo da Rússia solicitou essa semana o alvará de funcionamento, e mesmo antes de pagar as taxas e ser vistoriado pelo Município, iniciou as atividades. Para que a liberação seja feita, o Circo da Rússia deverá apresentar além de laudo técnico favorável, análise laboratorial do solo de acordo com as normas técnicas.

Com informações Jornal Página 3 e Click Camboriú

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.